terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Noite de Natal – Noite de Amor




Natal é festa de amor. O Criador de todas as coisas decidiu fazer parte de sua própria criação. Não dá para celebrar o Natal sem viver este grande mistério: “O Criador nasceu de sua criatura para ensinar a ser perfeita como a própria criação”.
Para impetrar todos os limites da Afeição precisamos superar os obstáculos que não nos deixa viver intensamente um grande amor, livre, espontâneo, dedicado, sem preconceito, mas com respeito.
"Eu vos anuncio uma grande alegria!" Essa alegria é Jesus, Deus feito criança, que busca na humanidade um colo acolhedor para sua divindade.
“Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.” [Isaías 9.6]
Iniciemos nossa celebração acendendo as quatro velas do advento
Cântico:
O povo que andava nas trevas, viu uma grande luz.
Deus vendo a dor de seus filhos, trouxe ao mundo seu filho Jesus.
Para demonstrar seu amor, infinito, incondicional.
Ele veio através de Jesus, mostrar que o bem pode vencer o mal.
Mas em seu poder, Deus poderia descer entre os homens de uma maneira assim triunfal. Mas Ele não quis. Preferiu uma jovem Maria, que já tinha um sonho: desposar José. Tornando-se assim, a Sagrada Família que é testemunho de Amor e de Fé.
É Natal, É Natal, É Natal, na Família de Nazaré.
É Natal, É Natal, É Natal, nas Famílias que vivem da Fé.






Primeira Leitura - Is 9,1-6
Leitura do Livro do Profeta Isaías:
O povo, que andava na escuridão, viu uma grande luz; para os que habitavam nas sombras da morte, uma luz resplandeceu.
Fizeste crescer a alegria e aumentaste a felicidade; todos se regozijam em tua presença como alegres ceifeiros na colheita ou como exaltados guerreiros ao dividirem os despojos.
Pois o jugo que oprimia o povo - a carga sobre os ombros, o orgulho dos fiscais - tu os abateste como na jornada de Madiã.
Botas de tropa de assalto, trajes manchados de sangue, tudo será queimado e devorado pelas chamas. Porque nasceu para nós um menino, foi-nos dado um filho; ele traz aos ombros a marca da realeza; o nome que lhe foi dado é: Conselheiro admirável, Deus forte, Pai dos tempos futuros, Príncipe da paz.
Grande será o seu reino e a paz não há de ter fim sobre o trono de Davi e sobre o seu reinado, que ele irá consolidar e confirmar em justiça e santidade, a partir de agora e para todo o sempre. O amor zeloso do Senhor dos exércitos há de realizar essas coisas.
- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus!
Oração: Jesus, Filho de Deus e Filho de David, em Ti o povo que caminhava nas trevas da noite viu erguer-se uma grande luz; criança que nos é dada, Tu és o Deus forte, o Príncipe da Paz, Conselheiro admirável.
Tantos povos e pessoas habitam ainda países das sombras. Guia-os nos caminhos da vida, da luz, do direito e da paz. Amém.

 Acende-se a vela do Natal

Ó noite santa de estrelas fulgurantes,
Ó linda noite em que o Cristo nasceu.
Estava o mundo pecador errante,
Até que o Cristo na terra apareceu

As almas vivem nova esperança
Em clara aurora a nova luz se ergueu

Ajoelhai, ouvi a voz dos anjos,
Natal, Natal,
Nasceu O Vosso Rei

Natal, Natal,
Nasceu O redentor!

Com os corações alegres nos curvamos
Aqui no berço de Cristo Jesus.
Os Magos também do Oriente chegam,
Guiados por uma estrela de luz.

O grande Rei nascido tão pobremente
Eterno amigo vindo nos revelar

Ajoelhai, ouvi a voz dos anjos
Natal, Natal,
Nasceu O Rei dos reis

Natal, Natal,
Nasceu O redentor!

Ajoelhai, ouvi a voz dos anjos
Natal, Natal,
Nasceu O Vosso Rei

Natal, Natal,
Nasceu O redentor!

Evangelho - Lc 2,1-14
Anúncio do Evangelho de Jesus Cristo, escrito por Lucas:
Aconteceu que, naqueles dias, César Augusto publicou um decreto, ordenando o recenseamento de toda a terra.
Este primeiro recenseamento foi feito quando Quirino era governador da Síria. Todos iam registrar-se cada um na sua cidade natal.
Por ser da família e descendência de Davi, José subiu da cidade de Nazaré, na Galileia, até a cidade de Davi, chamada Belém, na Judeia, para registrar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida.
Enquanto estavam em Belém, completaram-se os dias para o parto, e Maria deu à luz o seu filho primogênito. Ela o enfaixou e o colocou na manjedoura, pois não havia lugar para eles na hospedaria.
Naquela região havia pastores que passavam a noite nos campos, tomando conta do seu rebanho.
Um anjo do Senhor apareceu aos pastores, a glória do Senhor os envolveu em luz, e eles ficaram com muito medo. O anjo, porém, disse aos pastores: "Não tenhais medo! Eu vos anuncio uma grande alegria, que o será para todo o povo: Hoje, na cidade de Davi, nasceu para vós um Salvador, que é o Cristo Senhor. Isto vos servirá de sinal: Encontrareis um recém-nascido envolvido em faixas e deitado numa manjedoura".
E, de repente, juntou-se ao anjo uma multidão da coorte celeste. Cantavam louvores a Deus, dizendo: Glória a Deus no mais alto dos céus, e paz na terra aos homens por ele amados".
- Palavra da Salvação.
- Glória a vós Senho!
Enquanto O menino Jesus é colocado na manjedoura, todos cantam:

Maria com muito amor, embala seu filhinho pensando no Criador, que fez um Ser tão lindo.
Esse Jesus que sorri tão fofinho assim; será o nosso Salvador, o Cristo Redentor.
Jesus eu te adoro deitado na manjedoura. Igual a você eu quero viver no amor

Oração: Jesus, Messias, nosso irmão, Tu que Te tornaste criança e que foste colocado num presépio, Tu que o Pai glorificou pela ressurreição, glória a Ti no mais alto dos céus. Com os anjos, prostramo-nos diante de Ti.
Que a tua presença no meio de nós traga de novo a Paz ao mundo, que o teu Espírito faça de nós portadores de Luz, de Paz e de Alegria. Amém

1)     Vinde, cristãos, vinde à porfia, hinos cantemos de louvor. Hinos de paz e de alegria, hinos dos anjos do Senhor. 
Glóoooooria a Deus nas alturas!
     2) Foi numa noite venturosa do nascimento do Senhor. Que anjos de voz harmoniosa deram a Deus o seu louvor.
     3) Vinde juntai-vos aos pastores, vinde com eles a Belém Vinde correndo pressurosos, o Salvador, enfim nos vem.


Salmo - Sl 95
Hoje nasceu para nós o Salvador, que é Cristo, o Senhor.

Cantai ao Senhor Deus um canto novo, cantai ao Senhor Deus, ó terra inteira! Cantai e bendizei seu santo nome!

Dia após dia anunciai sua salvação, manifestai a sua glória entre as nações, e entre os povos do universo seus prodígios!

O céu se rejubile e exulte a terra, aplauda o mar com o que vive em suas águas; os campos com seus frutos rejubilem e exultem as florestas e as matas

na presença do Senhor, pois ele vem, porque vem para julgar a terra inteira. Governará o mundo todo com justiça, e os povos julgará com lealdade.

Segunda Leitura - Tt 2,11-14
Leitura da Carta de São Paulo apóstolo a Tito:
Caríssimo: A graça de Deus se manifestou trazendo salvação para todos os homens. Ela nos ensina a abandonar a impiedade e as paixões mundanas e a viver neste mundo com equilíbrio, justiça e piedade, aguardando a feliz esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e Salvador, Jesus Cristo.
Ele se entregou por nós, para nos resgatar de toda maldade e purificar para si um povo que lhe pertença e que se dedique a praticar o bem.
- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus!
Oração: Bendito sejas, Deus Nosso Pai, porque em Jesus, teu Filho, a tua graça tornou-se visível e manifestou-se para a salvação de todos os homens.
Purifica-nos das paixões egoístas desta terra, faz de nós um povo ardente que irradie a justiça e o bem. Que o teu Espírito nos inspire a viver no mundo presente como homens razoáveis, justos e religiosos. Amém

Meditação: A graça de Deus manifestada a nós em Cristo é mistério de simplicidade e de amor. Com fonte inesgotável de vida, Deus se manifesta na feição de uma criança pobre, para se deixar cativar pelos pequenos, carentes de vida e de liberdade. Deus é amor, sensível ao clamor de seus preferidos.
O dom único e verdadeiro do Natal é Cristo, escondido na pobreza do presépio. É festa para os pequenos, que nele veem contemplado seu desejo de salvação. É convite insistente de conversão àqueles que se esvaziam na loucura das riquezas, na desigualdade das leis ou na superficialidade de ritos desligados do compromisso com a fraternidade. Natal é apelo a todos para "abandonar a impiedade e as paixões mundanas e a viver neste mundo com equilíbrio, justiça e piedade, aguardando a feliz esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e Salvador, Jesus Cristo" (Tt 2,12-13).



Noite feliz! Noite feliz!

Oh, Senhor, Deus do amor
Pobrezinho nasceu em Belém
Eis na Lapa Jesus nosso bem
Dorme em paz, oh, Jesus
Dorme em paz, oh, Jesus

Noite feliz! Noite feliz!
Oh, Jesus, Deus da luz
Quão afável é Teu coração
Que quiseste nascer nosso irmão
E a nós todos salvar
E a nós todos salvar

Noite feliz! Noite feliz!
Eis que no ar vem cantar
Aos pastores os Anjos do Céu
Anunciando a chegada de Deus
De Jesus Salvador

De Jesus Salvador

Nossos artigos são para divulgação e ficamos felizes quando você compartilha. Pedimos porem que não esqueçam de citar a fonte.

Comente com sua conta do Face