sexta-feira, 8 de junho de 2012

Apresentação da página de Orações


Esta página que vos apresento, é um recurso para auxiliá-lo na sua catequese e na sua vida. É desejo nosso que você se interesse a ter esta página como companheira diária, para estar sempre em sintonia com Deus. Cada palavra aqui escrita é uma catequese, por isso, a partir de agora ela será a sua companheira inseparável.
Toda pessoa precisa buscar os sacramentos, pois eles são meios pelos quais recebemos a “graça de Deus”. O batismo nos une a Cristo. Aquele que é batizado passa a pertencer a grande família dos filhos de Deus e torna-se um membro da igreja de nosso Senhor Jesus Cristo.
A crisma é o sacramento da maturidade e do compromisso. Ela confirma a promessa feita pelos nossos pais. Através da crisma nos tornamos discípulos de Jesus, e temos a obrigação de Evangelizar.
A Eucaristia alimenta nossa alma. Através da Eucaristia, nos unimos a Cristo. Agora não sou mais eu que vivo. É Cristo que vive em mim. A Eucaristia é o próprio corpo e sangue de Cristo.


Cinco dicas para bem comungar:
1. Estar em estado de graça.
2. Viver em paz e harmonia com o nosso semelhante. Não guardar ódio. Perdoar sempre.
3. Ter fé: acreditar que Jesus está real e transubstancial na Hóstia Consagrada.
4. Guardar o jejum Eucarístico.
5. Comungar com todo respeito e devoção: antes da comunhão, desejar; na comunhão, acreditar; depois, adorar e agradecer.
A confissão nos faz amigos de Deus. Se eu confio em Deus, certamente contarei todos os meus segredos a Ele. Para se confessar o Cristão precisa reconhecer que errou, se arrepender de ter pecado, pedir perdão e decidir não mais pecar. Deus que é só perdão nos ama e nos acolhe como filhos.

Para fazermos uma boa confissão devemos observar cinco pontos importantes:
1. Um exame de consciência é pensar seriamente se tivemos maus pensamentos, se falamos o que não devíamos, se fizemos coisas erradas e se deixamos de fazer o que é certo para Deus.
3. Propósito é a promessa que fazemos de evitar o pecado.
4. Confissão é contar os pecados ao Padre lembrando que o Padre está em nome de Jesus.
5. Penitência = é a oração que o Padre manda rezar ou uma boa obra para reparar o mau que fizemos.

A unção dos enfermos é um sacramento que visa o conforto e o alívio espiritual das pessoas doentes.
A ordem é destinada àqueles que querem servir pessoalmente Jesus Cristo. São eles: padres e religiosos. O padre recebe o poder de ligar o céu à terra através dos sacramentos.
O matrimônio santifica a união entre um homem e uma mulher. O que antes era pecado, depois da união matrimonial passa a ser amor. O casamento e indissolúvel. O que Deus uniu o homem não pode separar. Assim são sete sacramentos que Jesus coloca à disposição do homem para chegar até Deus. Só que para isso precisa que se tenha muita fé e ter fé é mais do que fazer promessas; ter fé é acreditar na pessoa, na mensagem, na morte e ressurreição de Jesus; ter fé é aceitar Jesus como nosso Mestre, Rei e Salvador.

Rezar é falar com Deus. A nossa oração deve sempre brotar de um coração cheio de fé, esperança e amor. A oração mais importante é o Pai Nosso. Devemos rezar sempre. Em especial ao levantar, antes de deitar, na hora das refeições, nas tristezas e nas alegrias, na saúde e na doença. Através da oração podemos dizer tudo que quisermos a Deus e Ele nos fala através da Bíblia e da natureza.

A Santa Missa é o memorial da paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo, nela Jesus entrega o seu próprio corpo para a salvação da humanidade. Na Santa Missa reconhecemos Jesus como nosso único Salvador, confessamos “ser pecador”, na certeza do perdão damos glória a Deus, ouvimos a palavra de Deus, ofertamos a Deus a nossa existência, adoramos a Jesus presente no altar, comemos o pão da vida que é o seu próprio Corpo e recebemos as bênçãos de Deus. a Missa também é conhecida como banquete Eucarístico, pois é no altar que Jesus se dá como comida.

Comente com sua conta do Face